Plano de marketing digital?
Sua empresa precisa muito disso



Por Raul Lopes

Quer uma frase mais clichê do que dizer que o universo online esta cada vez mais presente na vida das pessoas? Convenhamos: nem é preciso mais falar isso. Inclusive já faz tempo que está difícil entender onde começa e onde termina o nosso comportamento digital.

Recentemente, pesquisa realizada pela CNDL/SPC Brasil mostrou que 97% das pessoas buscam informações no ambiente online antes de realizar uma compra, seja ela no ambiente físico ou no digital. Sim, muita gente está comprando na internet, com cifras e tíquete médio cada vez maiores.

Quando você olha para o seu negócio, você diria que sua empresa está pronta e surfando nesta onda? Ou ainda faz parte de um grande número de empreendimentos que acreditam que estar presente no digital significa enviar e-mail marketing e/ou fazer postagem no Facebook e Instagram?

É inacreditável como ainda tem gente que não se deu conta da importância de trabalhar correta e estrategicamente no ambiente online, buscando aumentar o mind share e a efetiva conversão para suas marcas. Plano de marketing digital não é bicho de sete cabeças. Pelo contrário. E, para facilitar, trago sete dicas rápidas e importantes de como realizar este trabalho, tendo como foco resultados ainda melhores para sua empresa.

1 – A Persona
Quem é? Como é? O que quer e como se comporta? Identifique quem é a pessoa que pode vir a comprar o seu produto. Ter essas respostas é o ponto zero para o início desta expedição chamada Plano de Marketing Digital.
Conseguir captura-las não é tarefa tão difícil e algumas ferramentas de análises, como o Google Analytics, te darão informações como idade, gênero, localização e por onde acessa, que estão entre as muitas outras que são relevantes neste processo.

2 – Conteúdo Relevante
Falando em relevância, este é um termo que ganhou destaque nos últimos anos, tanto no ambiente on como offline. Nos dias, de hoje tudo tem que ser relevante, quiçá nas pautas para internet. Com um melhor alcance no meio digital, o seu produto/marca poderá ganhar mais notoriedade se você gerar um conteúdo que traga atenção e faça diferença na vida das pessoas. Lembra da Persona, aquela que você já traçou como target no item número 1 deste artigo? Dedique-se a produzir material que seja pensado para ela, oferecendo-lhe experiências personalizadas. Assim, você não só capta a atenção do seu consumidor, como também o transforma em um grande brand lover.

3 – Digital X Tradicional
Online versus Offline. Parem de gerar intriga entre esses dois. Ambos são importantes e andam de mãos dadas na busca de fazer o melhor buzz para sua marca. Mas como aqui estou falando do on, trago a principal vantagem que este meio tem, se comparado com o off, sua audiência e medição. De forma bem resumida, qualquer pessoa consegue acessar sua informação ou ser impactado por seu anúncio. Além, é claro, de que no digital você tem a possibilidade de interação em tempo real com seu público, com rastreamento de tudo que está acontecendo – ou não 🙁

4 – Resultados Mensuráveis
Falando em rastreamento e medição, é aqui que conseguimos entender quando a mágica do planejamento, conteúdo e estratégia dão certo. No Marketing Digital você consegue, de forma bem ampla, analisar seus resultados, entender suas falhas e buscar seus aprimoramentos. Os relatórios nos permitem acompanhar todas as etapas do processo e dessa forma gerar uma visão direta do retorno no investimento realizado (ROI).

5 – Novos Negócios
Com a análise de seus relatórios e o comportamento da sua persona é possível prever as vontades e desejos do seu consumidor. Isso, com certeza, abrirá novas possibilidades para sua marca/negócio.

6 – Site atualizado
Não adianta nada ter um site bonito e funcional, se ele não estiver sempre com informações relevantes e atualizadas. Você voltaria em uma loja de fachada bonita após ver que internamente ela é uma zona ou que você não consegue encontrar nada? Eu não. Se você tem e-commerce, pior ainda! Por isso, atualize sempre o seu site, não adianta uma super estratégia, com investimentos, nas redes sociais se você mantiver a sua homepage no melhor perfil “mãe Joana”.

7 – Inbound Marketing
Você deve ter notado que ao longo deste artigo se falou muito em conteúdo e informação qualificada. O marketing de atração – ou Inbound Marketing – tem se tornado a melhor forma de alcançar resultados. Com ele, além de entregar informação relevante, você consegue envolver seu público dentro de um funil de vendas até que ele realize a compra de seu produto ou serviço. Bacana né? Mas para este último, vale um artigo novo exclusivamente sobre ele.

Em linhas gerais o marketing digital é valioso e exige responsabilidade. Vai muito além de fazer postzinhos para o Facebook e Instagram… Sem esquecer do Linkedin, que agora é a “bola da vez”. Nada contra o primo da sua tia ou o sobrinho do seu cunhado, que “manjam” muito de redes sociais.

Seu negócio e o do seu concorrente possuem as mesmas oportunidades, ferramentas iguais (ou semelhantes) e a mesma chance de ótimos resultados. A diferença ficará por conta de um bom plano de Marketing Digital. Com ele, pequenas marcas podem competir facilmente com as grandes, tendo uma alta chance de conseguir mais visibilidade e colhendo ótimos resultados.

Quer ler mais sobre Marketing Digital? Fique de olho sempre em nosso blog e aproveite nossos conteúdos.

Raul Lopes é formado em Produção Publicitária pela UNIVALI, de Santa Catarina (SC). Tem onze anos de experiência e, atualmente, é Coordenador de Marketing Digital na agência MAPA360, onde atua desde 2017.


Ao acessar este site, cookies são utilizados para melhorar sua experiência online e para analisar o nosso tráfego. Ao continuar você concorda com estas condições. Para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.