Não basta ser livre para criar, é preciso ser livre para implementar!



Por Thaís Belluzzo

É comum falarmos sobre criatividade e capacidade de gerar e propor novas estratégias para engajamento orgânico. Contudo, nem sempre mencionamos um fator essencial para o sucesso: a liberdade na relação com o cliente. Afinal, a decisão sobre a implementação de qualquer estratégia é dele. 

Por isso, para conseguirmos uma ação eficiente em comunicação, é fundamental discutirmos a ideia de forma aberta e de modo mais objetivo e claro possível. Em outras palavras, em comunicação de marca, precisamos conhecer a pessoa para a qual falamos, mas também a empresa que firma uma parceria de comunicação conosco. 

É o caso do Sepam Vestiba, um dos clientes que nos deu a abertura e liberdade que precisávamos para criar uma comunicação mais aproximada com o público, confiando em nosso trabalho e abraçando as propostas apresentadas. Começamos a alterar a Brand Voice no final de maio deste ano, com ações pontuais que fossem além do tema “dicas de estudo”.  

Em um momento em que as aulas são 100% online, contar com posts que alcancem a memória afetiva dos alunos é algo que ajuda com que eles não se sintam tão distantes do ambiente físico do cursinho, pensando nisso, desenvolvemos diversas publicações que obtiveram excelentes resultados.  

No Dia dos Namorados, por exemplo, a ação proposta foi que cada professor do cursinho enviasse para nós um vídeo em formato Instagram Stories, dizendo qual música o lembrava mais da data. O engajamento foi tanto que tivemos serenatas, declarações e muitas sugestões musicais. A ação aproximou o perfil de seu principal público: os alunos, e gerou, junto com outras publicações, um aumento de aproximadamente 92% nas interações em stories, comparado ao mês anterior. O sucesso foi tanto, que ultrapassou as barreiras do Instagram e repercutiu em outras redes, como o Twitter.  

Outro case de engajamento orgânico veio com um quiz do Dia do Estudante que criamos para o Instagram Stories sobre o cursinho. Nele, trabalhamos em parceria com o cliente para criarmos perguntas divertidas relacionadas aos professores e ao cotidiano da instituição para que o alunos respondessem, o que nos rendeu 2.786 respostas orgânicas. 

Com a mudança na Brand Voice do cliente, passamos a utilizamos o humor como aliado, entendendo que a linguagem mais leve se conecta com o perfil da página. Desde às publicações até a as respostas seguem esse padrão. Tudo isso foi essencial para que, em apenas três meses, pudéssemos perceber  uma mudança substancial no perfil.  

Graças ao relacionamento de confiança com o cliente e a abertura para propor ideias que ele nos dá, conseguimos elaborar estratégias para o digital que resultam em engajamento orgânico e conexão com o público, possibilitando o máximo exercício de nosso potencial.  


Ao acessar este site, cookies são utilizados para melhorar sua experiência online e para analisar o nosso tráfego. Ao continuar você concorda com estas condições. Para mais informações acesse nossa Política de Privacidade.